Fontes variáveis

Como animar fontes variáveis com Python e Drawbot

Um dos usos mais comuns das fontes variáveis (ou variable fonts, em inglês) é para fazer animações. Você já deve ter visto esse tipo de animação por aí: fontes ganham e perdem peso, ficam mais largas ou mais estreitas, ou até mesmo variam entre uma fonte normal e uma versão stencil, sempre de forma extremamente suave.

Você não precisa comprar softwares caros para fazer isso. Na realidade, boa parte dessas animações podem ser produzidas utilizando o Drawbot, um software grátis para o MacOS. Embora o Drawbot tenha sido desenvolvido como uma ferramenta para aprender a programar em Python, sua capacidade de gerar arquivos PDF, SVG, PNG, MP4, GIF e outros formatos acabou o tornando uma excelente ferramenta para automatizar tarefas de design gráfico em geral. É possível até mesmo diagramar um livro inteiro nele com saída para PDF em CMYK!

Malva 2.0: agora com fontes variáveis

A versão 2.0 da Malva está aqui e ela trouxe fontes variáveis! Se você não sabe o que isso significa, fontes variáveis (ou variable fonts) são uma das tecnologias tipográficas mais interessantes dos últimos anos. Este novo formato permite que você tenha vários estilos em um único arquivo. Todos os estilos são organizados em eixos de variação, o que significa que você pode escolher o peso exato que você precisa (ou qualquer outra variação que a fonte possa ter). Chega de ficar querendo que o bold fosse mais pesado ou que a regular fosse um pouquinho mais leve.